Viajar é Minha Paixão

11 out

Sempre fui apaixonada por viagens, conhecer novos lugares, culturas, pessoas.

Apesar de ter formação em Direito, essa paixão acabou me levando a trabalhar em uma operadora de viagens e em seguida a ter minha própria empresa nessa área.

No inicio dos anos 90, nossa operadora foi pioneira no segmento dos vôos fretados para o Caribe, principalmente Cuba, Aruba e Curaçao, que eram destinos mais fáceis de trabalhar pois não exigem vistos para brasileiros.

cuba1

Foi um sucesso, principalmente, os roteiros para Cuba.  Os turistas aproveitavam a grande oportunidade de conhecer um pais comunista, recém aberto para o turismo.
Infelizmente perdi duas chances de conhecer a famosa ilha;  ganhei duas viagens da agência, mas as datas coincidiram com provas da faculdade.  Acabei me arrependendo pois o enriquecimento pessoal teria sido muito maior.
Mas sempre tive o retorno de queridos passageiros que traziam pequenas lembranças e me contavam suas experiências e impressões das viagens.
Cuba é um pais completamente fora do nosso entendimento.  Ouvi relatos impressionantes e as pessoas sempre voltavam encantadas.  Uma ilha perdida no passado, mas com uma beleza encantadora, afinal é Caribe!  Nas cidades circulam carros antigos, dos anos 40 e 50, alguns até bem conservados;  a arquitetura dos prédios, casas e hotéis também são muito antigas.
A alegria do povo é contagiante e o turista muito bem tratado.  A música alegre e a comida lembram muito o Brasil.
Por outro lado, também tive contato com cubanos que vinham ao Brasil a trabalho.  A maioria não defendia o sistema comunista do pais, na verdade, eles até detestavam este sistema.
O povo tem educação e saúde garantidos pelo governo, mas também enfrentam a escassez de produtos básicos, como vestuário e muitos alimentos.  Ouvi um relato de uma mulher dizendo que tinha direito a duas peças de roupa íntima novas por ano!  Produtos de beleza então, nem pensar!
Sempre que recebíamos mulheres cubanas, tínhamos um kit de presentes que incluía esses itens “supérfluos” que as mulheres tanto gostam.
Quando recebi o convite para conhecer Aruba e Curaçao, não desperdicei.  Essas são verdadeiras ilhas caribenhas, com influência européia, colonizadas por holandeses.
curacao
Hotéis luxuosos, praias de mar azul transparente e areia brancas, cassinos, lojas de grifes internacionais, restaurantes de grandes chefs.
Divertimento garantido. No entanto, nessas ilhas, não há contato com a cultura local, como os turistas tem em Cuba.
Empobrece bastante a viagem, mas as belas praias compensam.
Só sei de uma coisa, com a crise econômica vivida pelo Brasil, muitas agências de viagens acabaram fechando, os jornais noticiam a todo momento a queda de passageiros para destinos internacionais, colocando as empresas aéreas em crise.
Lembro naquela época que um destino surgia como um grande ponto de interrogação, era Cancun no México. Depois disso, tudo mudou e ele acabou sendo um dos locais mais visitados por brasileiros e estrangeiros, como podem ver neste link.
Bem minha firma acabou fechando e eu fui trabalhar em outras agências de viagens.
Hoje não trabalho mais nesse ramo, mas a paixão por viagens continua e sempre continuará, ainda mais com filhos agora.